segunda-feira, 14 de novembro de 2011

A economia do Brasil se destaca como uma das que mais crescem no ocidente, mas o país vive segundo alguns críticos, um processo de desindustrialização. Você concorda com esse pensamento? Justifique.

Com certeza. A indústria brasileira não está perdendo espaço na economia porque outros setores estão crescendo e, sim, porque ela está encolhendo, crescendo muito  menos em comparação ao passado
Brasil depende cada vez mais da importação de manufaturas em detrimento da fabricação própria. Além disso, “a falta de investimento no desenvolvimento da indústria é um fator crítico que potencializa os riscos de o parque industrial brasileiro diminuir”.
Nos últimos anos a indústria de transformação brasileira foi aos poucos perdendo o seu  poder de competição. Vários segmentos já tiveram impactos muito fortes, porque não  podem competir com os chineses. “Existem muitas indústrias que produziam aqui no  Brasil e viram que é mais barato importar  da China”, diz. “Um exemplo, é o setor têxtil. Camisas, blusões e outros artigos são comprados daquele país a preços ridículos. O mesmo ocorre com brinquedos, armação de óculos, alto-falantes, em suma, centenas de produtos manufaturados, nos quais o Brasil perdeu competitividade e os chineses estão vendendo aqui dentro”.
“Portanto, é necessário definir estratégias de atuação que gerem incentivos à inovação, ao desenvolvimento de um setor produtivo competitivo internacionalmente, tirando-nos dessa trajetória que está sendo imposta: a de fornecedores de produtos primários e compradores de manufaturados”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário