quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Os Princípios Gerais da Administração



Segundo Fayol, tais princípios são universais, maleáveis e podem ser aplicados em qualquer circunstância, tempo ou lugar. Fayol relacionou 14 princípios básicos que podem ser estudados de forma complementar aos de Taylor.

1- Divisão do trabalho - Especialização dos funcionários, desde o chefe até os operários da fábrica, favorecendo, dessa forma, a eficiência da produção e aumentando a produtividade.

2- Autoridade e responsabilidade - Autoridade é o direito dos superiores de atribuírem ações aos seus subordinados, que terão a responsabilidade de cumpri-las.

3- Unidade de comando - Um funcionário deve receber ordens de apenas um chefe, evitando o ditado popular: “tem muito cacique e pouco índio”.

4- Unidade de direção – Uma cabeça e um plano centralizados possibilitam agrupar atividades com os mesmos objetivos.

5- Disciplina - Regras de conduta e de trabalho válidas pra todos os funcionários. A ausência de disciplina gera o caos na organização.

6- Prevalência dos interesses gerais - Os interesses gerais da organização devem prevalecer sobre os interesses individuais.

7- Remuneração - Deve ser suficiente para garantir a satisfação dos funcionários e da própria organização.

8- Centralização - As atividades vitais da organização e sua autoridade devem ser centralizadas.

9- Hierarquia - Defesa incondicional da estrutura hierárquica, respeitando à risca uma linha de autoridade fixa.

10- Ordem - Um lugar pra cada coisa e cada coisa em seu lugar.

11- Equidade - A justiça deve prevalecer, justificando a lealdade e a devoção de cada funcionário à empresa.

12- Estabilidade dos funcionários - Uma rotatividade alta é negativa ao desempenho da empresa e ao moral dos funcionários.

13- Iniciativa - Capacidade de estabelecer um plano e cumpri-lo.

14- Espírito de corpo - O trabalho deve ser conjunto, facilitado pela comunicação na equipe. 

Fonte: trilhas IBL

Nenhum comentário:

Postar um comentário